Costa Concordia

Governo não tem conhecimento de portugueses a bordo do "Costa Allegra"

Governo não tem conhecimento de portugueses a bordo do "Costa Allegra"

O Governo não tem conhecimento de que haja portugueses a bordo do paquete "Costa Allegra", que está a ser rebocado para a ilha de Desroches, nas Seychelles, depois de segunda-feira um incêndio ter deixado a embarcação à deriva.

"Até ao momento não temos informação de que haja portugueses a bordo do navio", disse à agência Lusa o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário.

O navio de cruzeiro "Costa Allegra", da companhia Costa Crociere, ficou na segunda-feira à deriva ao largo das ilhas Seychelles depois de um incêndio declarado a bordo, entretanto extinto, sem causar vítimas.

O paquete, de 187 metros de comprimento, com mais de mil pessoas a bordo, entre passageiros e tripulantes, partiu no sábado de Madagáscar com destino às Seychelles.

O navio está hoje a ser rebocado por uma traineira francesa e é esperado na quarta-feira na ilha de Desroches, no sudoeste do arquipélago, indicou a Presidência das Seychelles.

A bordo do paquete há 636 passageiros de 25 nacionalidades diferentes, essencialmente italianos, franceses e austríacos e 413 membros da tripulação.

Um outro navio da Costa Crociere, o "Costa Concordia", naufragou a 13 de janeiro perto da ilha italiana de Giglio, causando 32 mortos.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG