Sociedade

Há 196 crianças por ano raptadas pelos próprios pais

Há 196 crianças por ano raptadas pelos próprios pais

O pai de uma criança de quatro anos pediu autorização à ex-companheira, residente em Lisboa, para poder viajar nas férias de Natal com a sua filha até Itália, o seu país de origem, e nunca mais voltou. Em nove anos, foram subtraídas 1961 crianças em Portugal.

A autorização de saída, devidamente assinada e legalmente certificada pela mãe, tinha uma data estipulada para o regresso - início de Janeiro. Sobre esse dia passaram outros, acabou o mês e o pesadelo para a mãe foi aumentando à medida que se tornou evidente que recuperar a filha implicaria um processo penoso e demorado. A notificação sobre o caso chegou esta semana às autoridades italianas.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa

Outras Notícias