Sociedade

Associação de Bioética arrasa racionamento de remédios

Associação de Bioética arrasa racionamento de remédios

A Associação Portuguesa de Bioética arrasa parecer sobre racionamento de medicamentos e pede a suspensão imediata da sua aplicação. Uma proposta com medidas alternativas foi já enviada para a tutela.

"Num país que, nos últimos anos, criou uma rede nacional de cuidados continuados e apostou finalmente nos cuidados paliativos, o racionamento de medicamentos nos hospitais portugueses proposto pelo Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (CNEV) é um retrocesso que, ainda por cima, viola a Constituição", criticou Rui Nunes, coordenador de um estudo da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) que propõe uma alternativa. O estudo foi apresentado ontem e contém uma proposta "mais justa e equitativa" do que a que resulta do parecer solicitado em setembro pelo Ministério da Saúde ao CNEV.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa