Sociedade

Café pode prevenir depressão nas mulheres

Café pode prevenir depressão nas mulheres

Duas ou mais chávenas de café por dia pode ser a solução para evitar a depressão no sexo feminino. A conclusão é de um estudo onde participaram mais de 50 mil mulheres.

O estudo divulgado pela "Archives of Internal Medicine" indica que as mulheres que bebem café são menos propensas a vir a sofrer de depressão, e a razão pode estar no facto da cafeína alterar a química do cérebro.

Uma equipa de especialistas do Harvard Medical School acompanhou a saúde do grupo de mulheres ao longo de uma década e registou, através de qustionários, o consumo de café.

Apesar de serem necessários mais estudos para verfificar a utilidade da cafeína na prevenção da depressão, os peritos que conduziram a pesquisa acreditam que a substância é o principal agente neste processo, já que é conhecida pela sua capacidade de realçar sentimentos de bem-estar e de energia.

Uma outra possibilidade é que pessoas com predisposição para a depressão optem por não tomar café devido aos altos índices de cafeína. Um dos sintomas mais comuns da depressão é perturbação do sono e a cafeína pode exacerbar essa condição, por ser um estimulante.

Entre os anos de 1996 e 2006 apenas 2.600 mulheres deram sinais de depressão. E, destas, a maior parte consumia pouco café ou não o tomava de todo.

Comparadas com as mulheres que bebiam apenas um copo de café por semana, ou até menos, as que consumiam duas a três chávenas por dia tinham menos 15%de hipóteses de sofrer depressão.

Quanto às que bebiam quatro ou mais chávenas por dia as chances eram reduzidas em 20%.

A pesquisa mostrou ainda que consumidoras regulares de café têm mais inclinação para fumar e beber álcool.

O envolvimento com actividades da Igreja ou de grupos voluntários é menor nas mulheres que consomem café, bem como a predisposição para aumentar o peso e para doenças como pressão alta ou diabetes.

Os cientistas afirmam que o estudo pode ser útil para outras pesquisas que defendem que os consumidores de café têm índices de suicídios mais baixos.