Sociedade

Captada primeira imagem de uma linha de neve noutro sistema solar

Captada primeira imagem de uma linha de neve noutro sistema solar

Uma equipa de astrónomos conseguiu captar a primeira imagem de uma linha de neve no espaço num sistema solar nascente. O feito só foi possível com a ajuda do observatório de Atacama, no Chile, inaugurado em março último, que observa o Universo em ondas milimétricas e submilimétricas com pormenores sem precedentes.

De acordo com um artigo publicado na revista "Science Express", uma "linha de neve" no espaço poderia desempenhar um papel essencial na formação e composiçãio química dos planetas que rodeiam uma estrela.

Para os astrónomos, estas linhas de neve no espaço desempenham um papel fundamental na formação de planetas, porque a humidade congelada ajuda a que os grãos de pó se agrupem.

Graças aos novos instrumentos do observatório de Atacama, os astrónomos obtiveram imagens de uma linha de neve de monóxido de carbono à volta da estrela "TW Hydrae", ainda jovem e distante cerca de 175 milhões de anos luz da Terra.

Até ao momento, as linhas de neve haviam sido detetadas apenas pelo seu sinal espectral. Nunca haviam sido fotografadas diretamente, de forma que era impossível determinar a sua localização e extensão.