Sociedade

Cardeal-patriarca convida "descrentes" a celebrar o Natal

Cardeal-patriarca convida "descrentes" a celebrar o Natal

O cardeal-patriarca de Lisboa convidou, esta segunda-feira, os "descrentes" com "inquietações no seu coração" a celebrar o Natal católico na expectativa de poderem encontrar "luz e paz" que lhes alivie o sofrimento.

Na sua mensagem de Natal divulgada através da televisão pública RTP e da Rádio Renascença, D. José Policarpo dirigiu-se inicialmente aos "crentes e descrentes", convidando todos a partilhar a "alegria e o sentido" do Natal.

"Comecei por me dirigir a crentes e a descrentes. Todos celebram o Natal, porque a sua abrangência cultural é mais larga do que a prática da fé cristã. Muitos desses descrentes têm inquietações no seu coração, não cessaram de buscar o sentido belo e transcendente da vida", adiantou.

"A todos esses nossos irmãos e irmãs convidamo-los a celebrar connosco o Natal. Talvez o Senhor vos visite, inundando o vosso coração de luz e de paz", frisou o responsável máximo da Igreja Católica em Portugal.

Para D. José Policarpo, esta luz conduzirá "à alegria mesmo aqueles que sofrem e são tantos no momento presente" da sociedade portuguesa.

Salientou ainda que o Natal "é um convite à fé que leva à alegria e gera a paz".

Há 50 anos, na quadra do Natal, a Igreja estava reunida em Concílio, tendo sido um "grande momento de esperança, para a Igreja e para a sociedade em profunda mutação".

"A Igreja procura caminhos novos para anunciar ao mundo a alegria da salvação. O tema da luz está no centro desta esperança", acrescentou o cardeal-patriarca de Lisboa.

Conteúdo Patrocinado