Sociedade

Carros ficam na garagem e andamos mais a pé com a crise

Carros ficam na garagem e andamos mais a pé com a crise

Fixe este verbo: desmotorizar. Portugal está a desmotorizar-se. A venda de combustíveis desce, o trânsito diminui a olhos vistos. E até os transportes coletivos sofrem quebras. Não é ecologia, é custo de vida.

Qualquer um pode dizer: "há menos trânsito, vê-se na Baixa do Porto ou na Circunvalação, na Baixa de Lisboa ou na Via Rápida da Caparica; uso menos o carro e abasteço-o pelos mínimos, ou mudo para um combustível mais barato..."

Os portugueses estão a ser desmotorizados à força da perda do poder de compra, do aumento do custo das portagens das autoestradas e dos preços dos combustíveis, do agravamento das tarifas dos transportes coletivos - que perdem a sua oportunidade -, na interpretação de Rio Fernandes, catedrático de Geografia Humana da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa