Sociedade

Células da pele convertidas em neurónios

Células da pele convertidas em neurónios

Células da pele foram convertidas directamente em células neuronais, o principal componente do cérebro. Investigadores da Escola de Medicina da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, conseguiram converter as células sem passar pela fase das células estaminais.

Os resultados desta investigação foram publicados na segunda-feira na edição online da revista "Proceedings of the National Academy of Sciences". As conclusões deste estudo colocam em causa que a pluripotência (a capacidade de se transformar em qualquer célula do corpo, uma característica das células estaminais) é uma fase indispensável na conversão de um tipo de célula noutro diferente.

Num estudo anterior, a mesma equipa de investigadores transformou células de pele humana e de ratos directamente em neurónios funcionais. O novo estudo aprofunda ainda mais esta conclusão, designadamente confirmando que as células percursoras neuronais podem não apenas diferenciar-se em neurónios mas também nos dois outros tipos de células do sistema nervoso: astrócitos e oligodendrócitos.

Os dois estudos em conjunto abrem a possibilidade de que a investigação de células estaminais embriónicas e da pluripotência induzida podem ser substituídas por uma forma mais directa de fabricar células específicas para serem utilizadas em tratamentos e na investigação.