passageiros

Cerca de 830 mil passageiros poderão ficar sem linha de comboio

Cerca de 830 mil passageiros poderão ficar sem linha de comboio

Os cerca de 630 quilómetros de ferrovia que deverão ser encerrados até ao final do ano servem aproximadamente 830 mil passageiros por ano. As estimativas são da CP para o ano de 2011.

Numa nota enviada à agência noticiosa Lusa, a CP indicou o número de passageiros estimado para este ano nos trajectos que podem encerrar conforme o projecto do Plano Estratégico de Transportes.

No documento refere-se a desactivação, até ao final do ano, dos serviços de passageiros nas linhas ferroviárias do Leste, do Vouga, do Oeste, entre Caldas da Rainha e Figueira da Foz, e da Linha do Alentejo, entre Beja e Funcheira.

Na Linha do Leste, os dados indicam 28164 passageiros por ano e uma média de 19 por comboio, enquanto para o trajecto Beja-Funcheira estão estimadas 4123 pessoas, numa média de três por comboio.

No trajecto Caldas da Rainha-Figueira da Foz, os dados da CP referem 186580 passageiros anuais e uma média de 53 por comboio. Na Linha Vouga, a indicação é de 610242 por ano e uma média de 46 por comboio.

Prevê-se, porém, que seja "assegurada a mobilidade das populações através de concessões rodoviárias", segundo o mesmo projecto do Plano Estratégico de Transportes.

ver mais vídeos