Sociedade

Dor e revolta na corporação de bombeiros de Alcabideche

Dor e revolta na corporação de bombeiros de Alcabideche

Os bombeiros de Alcabideche estão em estado de choque com a morte de Ana Rita Pereira, de 24 anos, que perdeu a vida no combate às chamas na Serra do Caramulo esta quinta-feira. Entre os seis feridos há também elementos desta corporação.

Amigos e familiares reúnem-se na corporação de bombeiros de Alcabideche, onde se vive um ambiente de grande pesar.

Entre abraços e lágrimas, ouvem-se palavras de revolta sobre os incêndios deste verão trágico que já causaram a morte a vários bombeiros.

"Era uma lutadora que não virava as costas a nada", disse o comandante José Palha. O responsável afirmou que Ana Rita Pereira se voluntariava todos os anos para o combate aos incêndios, tendo grande experiência.

Ana Rita Pereira, de 24 anos, tinha uma filha de quatro anos. O seu namorado era também bombeiro.

ver mais vídeos