Sociedade

Funcionários consulares portugueses em greve na Suíça participam em manifestação em Berna

Funcionários consulares portugueses em greve na Suíça participam em manifestação em Berna

Os funcionários consulares portugueses em greve na Suíça participam, este sábado, numa grande manifestação de sindicatos suíços em Berna, que tem como objectivo fazer valer várias reivindicações laborais.

"O que vai acontecer hoje, entre as 13.30 e 16 horas (locais), é uma manifestação em Berna, apoiada pelos sindicatos suíços. Haverá a deslocação de trabalhadores (consulares portugueses) de outras cidades onde há representações nossas", disse à Agência Lusa Jorge Veludo, secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores Consulares e das Missões Diplomáticas (STCDE).

Cinquenta e seis funcionários consulares portugueses na Suíça iniciaram no dia 29 de Agosto uma greve por tempo indeterminado por falta de acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros sobre a sua situação salarial, sobretudo devido à diferença cambial entre euro/franco suíço e também aos cortes salariais ocorridos na função pública.

A greve está a ser cumprida pelos trabalhadores da embaixada de Portugal em Berna, da missão junto da ONU em Genebra, dos consulados naquela cidade e em Zurique, bem como dos escritórios consulares em Sion e Lugano, segundo STCDE.

Jorge Veludo disse que na manifestação irão participar muitas pessoas da comunidade portuguesa emigrante na Suíça, muitas ligadas a sindicatos suíços, e trabalhadores consulares italianos, que sofrem do mesmo problema salarial dos funcionários consulares portugueses.

A manifestação, segundo o dirigente sindical, vai passar junto à porta das embaixadas portuguesa e italiana, em Berna.