Sociedade

Governo garante sistema de proteção aos sem-abrigo por causa do frio

Governo garante sistema de proteção aos sem-abrigo por causa do frio

O ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social disse esta segunda-feira que os mecanismos de proteção aos sem-abrigo estão a ser articulados na sequência das temperaturas baixas esperadas para os próximos dias.

Ao ser questionado, em Fátima, no distrito de Santarém, sobre as medidas de apoio para os sem-abrigo devido ao frio, Pedro Mota Soares afirmou que "a Segurança Social faz parte das equipas da Proteção Civil e, em determinadas condições, como as que se estão a verificar, atua dentro dessas mesmas equipas".

"Posso dizer que todos esses mecanismos estão a ser articulados", garantiu o governante, exemplificando que, no caso de respostas específicas, como a da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, esta entidade "já está neste momento a trabalhar para garantir a proteção das pessoas, a segurança das pessoas, quando se verificam condições tão atípicas como aquelas que estão a ser verificadas hoje".

Portugal continental está sob aviso amarelo devido às temperaturas baixas esperadas entre hoje e quarta-feira, de acordo com informação disponibilizada no 'site' do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com uma atualização ao início da manhã, todos os 18 distritos portugueses vão estar sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de três, devido à "persistência de valores baixos de temperatura", entre as 8 horas desta segunda-feira e as 7 horas de quarta-feira.

O distrito de Faro encontra-se igualmente sob aviso amarelo entre as 18 horas de segunda-feira e as 15 horas de terça-feira devido à agitação marítima, já que são esperadas na costa Sul ondas de sueste com dois metros.

Para esta segunda-feira, o IPMA prevê céu pouco nublado ou limpo, apresentando temporariamente períodos de maior nebulosidade por nuvens altas. O vento será fraco a moderado de nordeste, rodando gradualmente para leste, soprando moderado no Algarve a partir do meio da tarde.

Nas terras altas, o vento soprará moderado a forte de nordeste, com rajadas até 80 km/h, rodando gradualmente para leste.

Está prevista a formação de geada, em especial nas regiões do interior e uma descida da temperatura mínima, que será acentuada nas regiões Norte e Centro, além de uma descida da temperatura máxima.

Quanto às temperaturas, as máximas esperadas rondam os 13 graus celsius em Faro, Leiria e Braga, 12 no Porto e Viana do Castelo, Sines, Beja, Castelo Branco, Coimbra com 11, 10 em Lisboa e Évora, 7 em Viseu, 6 em Bragança, 5 em Vila Real e 3 na Guarda, a cidade mais fria de Portugal.

Nos Açores, as máximas vão chegar aos 18 em Angra do Heroísmo e Ponta Delgada enquanto a Horta deverá chegar aos 16 e Santa Cruz das Flores aos 15.

Na Madeira, o céu estará geralmente muito nublado, com as máximas a chegar aos 19 no Funchal.