Sociedade

Jovens do Entre Palavras sentiram momentos ímpares na capital belga

Jovens do Entre Palavras sentiram momentos ímpares na capital belga

A Sara quer seguir política, a Marta não queria acreditar na quantidade de línguas que ouviu e a Vanessa nunca imaginou voar para outro país. As três alunas portuguesas não voltaram as mesmas para Portugal depois de, nesta semana, conhecerem Bruxelas, na Bélgica. E, em particular, o Parlamento Europeu.

A tradição repete-se há oito anos: o "Entre Palavras - Fórum de Leitura e Debate de Ideias", promovido pelo JN, desafia escolas de todo o país a participarem num confronto de opiniões e os vencedores têm a oportunidade de conhecer a capital belga e o funcionamento de uma das mais relevantes instituições europeias. O resultado é invariável: "Ficam impressionados com a dimensão de tudo o que veem, sentem-se pequeninos" - conta Nuno Gramaxo, da organização do fórum. "Mas quem sabe se algum dia não estarão aqui a representar as nossas cores..."

No que depender de Sara Pedrounho, daqui a uns anos é no Parlamento Europeu que a veremos defender as suas convicções. A aluna de 15 anos, do Seixal, rendeu-se ao frenesim político de Bruxelas e diz que é bem capaz de apostar numa carreira política.

Com partida do Seixal, mas também de Castro Marim e de Vizela, foram 13 os alunos que voaram rumo ao país dos chocolates e das batatas fritas, depois de defenderem exemplarmente as suas ideias sobre "honestidade", "poupança" e "criatividade".

Uma experiência para não esquecer: "Nunca vou desistir de querer saber mais", disse Marta Lopes, de 15 anos, totalmente fascinada com a capital belga. "Vamos na rua e, num curto espaço de tempo, ouvimos muitas línguas! É muito diferente daquilo a que estamos habituados no nosso país", especialmente em Vizela, onde vive e estuda.

Em Castro Marim, Vanessa Pereira, de 14 anos, diz que não é normal cruzar-se com tanta gente, com "tantas culturas e modos de vida diferentes". A experiência no "Entre Palavras" garantiu-lhe ainda o batismo de voo e deu-lhe asas para voltar a sonhar em conhecer outros países e outras formas de viver.

E foi em uníssono: o fórum de debate é uma "oportunidade única". v