Sociedade

Metade dos mortos de Lisboa e Porto já são cremados

Metade dos mortos de Lisboa e Porto já são cremados

Na última década, a cremação tem tido um crescimento exponencial em Portugal. A nível nacional é praticada em 12% dos óbitos, mas em Lisboa e Porto já tem taxas bem acima ou a chegar aos 50%.

Em 2007, foram feitas cinco mil cremações nos quatro crematórios então existentes. Em 2012, já com 18 crematórios em funcionamento, o número passou para 12 mil. Este ano, com mais dois novos crematórios, tudo aponta para mais um número recorde.

Contas feitas, numa década, a taxa de cremação passou de 3% para 12% de todos os óbitos nacionais. Olhando com mais pormenor para os número de Lisboa e Porto verifica-se que ambas têm uma números ainda mais surpreendentes. Em Lisboa, a taxa de cremações ronda os 60% desde 2012, enquanto no Porto, no ano passado, ultrapassou os 40% (1458 cremações) e deverá chegar muito em breve aos 50%, antecipa o diretor-geral da Servilusa, Paulo Carreira.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa.