idosos

"Operação Censos Sénior" arranca domingo

"Operação Censos Sénior" arranca domingo

A GNR identificou, no ano passado, 15596 idosos a viver sozinhos ou isolados, número que esta força de segurança vai voltar a actualizar com uma operação que tem início no domingo.

A segunda edição da campanha, intitulada "Operação Censos Sénior", realiza-se em todo o país, entre domingo e 29 de Fevereiro, e tem como principal objectivo actualizar os dados existentes relativamente aos idosos que vivem sozinhos ou isolados, segundo a GNR.

Aquela força de segurança adianta que do registo consta a identificação de cada idoso, idade, contacto e identificação dos familiares mais próximos.

O porta-voz da GNR, tenente-coronel Pedro Costa Lima, disse à agência Lusa que os idosos identificados ficam registados e localizados através de GPS pelos militares da GNR, permitindo no futuro, como em situações de catástrofes, saber onde se encontram.

A operação, que se realizou pela primeira vez no ano passado, permitiu identificar 15596 idosos que vivem sozinhos ou isolados.

Segundo os dados enviados à Lusa, Santarém, Porto, Castelo Branco, Bragança, Braga, Vila Real e Aveiro são os distritos com mais casos, mais de mil em cada um deles. Corvo, nos Açores, é o distrito com menos idosos a viver sozinhos ou isolados, com 14.

Além da actualização dos dados, a "Operação Censos Sénior" tem também como objectivo "conhecer melhor a realidade desta população mais vulnerável, nomeadamente as problemáticas associadas ao isolamento e solidão através do preenchimento de um pequeno questionário".

Segundo a GNR, a operação realizada no ano passado foi considerada "um exemplo de boas práticas e eficaz cooperação institucional", factos que determinaram a sua repetição este ano. Na altura estiveram envolvidos 3435 militares.

ver mais vídeos