Sociedade

Papa pediu para ler obra de Leonardo Boff

Papa pediu para ler obra de Leonardo Boff

O papa Francisco manifestou interesse em ler o livro do teólogo Leonardo Boff, principal expoente da Teologia da Libertação no Brasil, que o opôs à Cúria do Vaticano na década de 1980, noticia, esta terça-feira, a imprensa brasileira.

"Ele quer receber o meu livro, mandou essa mensagem por uma amiga. Já entreguei a obra ao arcebispo do Rio de Janeiro e espero que o papa receba", afirmou o próprio Boff, citado pelo diário "O Globo".

O livro em questão é "Igreja: Carisma e Poder", no qual Boff contesta a estrutura hierárquica da Igreja. À época, a obra gerou forte crítica do Vaticano que, como punição, o depôs de suas funções ligadas ao ensino religioso e o obrigou a um ano de silencioso obsequioso.

O processo que levou à sua condenação foi realizado pela Congregação para a Defesa da Fé, então sob a direção de Joseph Ratzinger, o papa emérito Bento XVI.

A pena foi suspensa em 1986. Porém, seis anos mais tarde, diante de uma nova ameaça de punição feita pelas autoridades de Roma, Boff renunciou às suas atividades de padre e desligou-se da Ordem Franciscana.

O papa está de visita ao Brasil, onde preside à Jornada Mundial da Juventude, um evento para o qual são esperados perto de dois milhões de fiéis.

ver mais vídeos