condecorações

Presidente da República condecorou mais de 30 personalidades e instituições

Presidente da República condecorou mais de 30 personalidades e instituições

O presidente da República condecorou, este domingo, mais de três dezenas de personalidades e instituições por ocasião do 10 de Junho, entre os quais o sociólogo António Barreto, o historiado José Hermano Saraiva e o general Pinto Ramalho.

Numa cerimónia integrada na sessão solene do 10 de Junho, que este ano decorreu em Lisboa, no grande auditório do Centro Cultural de Belém, o sociólogo António Barreto e o antigo chefe do Estado-Maior do Exército Pinto Ramalho foram condecorados com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo.

O vice-almirante José Augusto Vilas Boas Tavares, o tenente-general António Carlos de Sá Campos Gil e o tenente-general Victor Manuel Lourenço Morato foram agraciados com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Aviz.

A título póstumo foi atribuída a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique ao antigo presidente da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações Diogo Vasconcelos.

A mesma distinção foi atribuída ao historiador José Hermano Saraiva, ao antigo presidente do Supremo Tribunal Administrativo juiz conselheiro Lúcio de Assunção Barbosa, ao ex-reitor da Universidade de Évora Manuel Ferreira Patrício e ao presidente do conselho de administração da Fundação Passos Canavarro Arte, Ciência e Democracia, Pedro Passos Canavarro.

Como Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique serão condecorados o advogado António Lobo Xavier, o artista plástico Eduardo Nery, o antigo diretor da PSP superintendente chefe Francisco Oliveira Pereira, o escritor Gonçalo Manuel Tavares, o ensaísta José Afonso Furtado e o pintor, cineasta e arquiteto Luís Noronha da Costa.

A fadista Celeste Rodrigues, o diretor do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, João Fernandes, e o artista plástico Pedro Calapez foram agraciados como comendadores da Ordem do Infante D. Henrique.

A pintora Emília Nadar foi condecorada como Grande Oficial da Ordem de Mérito, enquanto a irmã Ana Maria de Sousa Vieira, diretora da Associação Nossa Senhora Consoladora dos Aflitos foi agraciada com a comenda da mesma ordem.

Foram igualmente distinguidos como comendadores da Ordem de Mérito a pintora Armanda Passos, a presidente do Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado, Elza Chambel, o guitarrista João Manuel Pina, a diretora do Museu da Criança Margarida Lancastre, o guitarrista Raul Nery, e o presidente do conselho geral do Grupo Auto Sueco, Tomaz Jervell.

O fundador da Associação Salvador, Salvador Mendes de Almeida, e a judoca Telma Monteiro foram condecorados como oficiais da Ordem de Mérito.

Como membros honorários da Ordem de Mérito foram agraciados a Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa, a ANJE - Associação Nacional de Jovens Empresários e a Elo Social - Associação para a Integração e Apoio ao Deficiente Mental Jovem e Adulto.

Na classe de mérito do agrícola da Ordem do Mérito Empresarial foram distinguidos como comendadores o presidente da direção da Associação de Agricultores do Ribatejo, António Gonçalves Ferreira, e o presidente da CONFAGRI - Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal, Manuel dos Santos Gomes.

Na classe do Mérito Industrial foi condecorado como Grande Oficial o presidente da CIN - Corporação Industrial do Norte, João Serrenho, e a presidente da APSOPPE - Associação Portuguesa de Saúde Oral para Pacientes Portadores de Patologias Especiais, Purificação Tavares.