O Jogo ao Vivo

Igreja Católica

Jorge Bergoglio será o Papa Francisco

Jorge Bergoglio será o Papa Francisco

"Parece que os cardeais foram buscar-me ao fim do mundo", afirmou o Papa Francisco, o argentino Jorge Mario Bergoglio, nas suas primeiras palavras na varanda da Basílica de S. Pedro, esta quarta-feira. O primeiro Papa latino-americano e também o primeiro jesuíta a chegar à liderança da Igreja Católica fez um apelo à oração pelo seu antecessor Bento XVI e convidou os fiéis a "empreeender um caminho de fraternidade, de amor" e de "evangelização" e pediu à multidão um minuto de silêncio: "Rezem por mim e deem-me a vossa benção".

"Annuntio vobis gaudium magnum. Habemus Papam"! Coube ao protodiácono, o cardeal francês Jean-Louis Tauran, fazer o anúncio oficial a partir da varanda da Basílica de S. Pedro, cerca de uma hora após ter saído fumo branco da chaminé da Capela Sistina. Tinha sido eleito Jorge Mario Bergoglio, de 76 anos, arcebispo emérito de Buenos Aires, que escolheu ser designado Francisco.

Bergoglio, arcebispo emérito de Buenos Aires, Argentina, é um jesuíta tido como ortodoxo em questões dogmáticas mas flexível nas questões de ética sexual. As suas primeiras palavras na varanda da basílica de S. Pedro foram simples: "Parece que os cardeais foram buscar-me ao fim do mundo". De seguida dirigiu palavras de saudação a Bento XVI.

Antes da benção "urbi et orbi", Francisco pediu um período de silêncio, "um favor", para que o povo pedisse que o Senhor o abençoasse e dirigiu um apelo à fraternidade no seio da Igreja.

O fumo branco saiu da chaminé da Capela Sistina à 18.05 horas (hora de Portugal continental) assinalando a eleição do novo Papa pelos 115 cardeais eleitores para suceder a Bento XVI.

Para conhecer o nome do novo Papa foi necessário esperar que o novo líder da Igreja Católica aceitasse a nomeação e escolhesse um nome antes que o protodiácono, o cardeal francês Jean-Louis Tauran, se apresentasse para o anúncio oficial ("habemus papam"). Só então o novo Papa se apresentou na varanda da Basílica de S. Pedro.

O sinal do fumo branco foi aclamado após alguns instantes de hesitação pela multidão que enche a Praça de S. Pedro, no Vaticano, já que inicialmente o fumo não era suficientemente branco para ser esclarecedor.

PUB

Alguns segundos depois, os sinos da Basílica de S. Pedro começaram a soar, repicando como em dias de festa, confirmando a notícia da eleição do novo Papa.

Após a fórmula "habemus papam" pronunciada pelo cardeal Jean-Louis Taurant, o 266.º Papa da história fez a sua aparição na varanda para a primeira benção urbi et orbi.

Esta eleição colocou um ponto final em quatro semanas inéditas e movimentadas após o surpreendente anúncio da renúncia de Bento XVI, a 11 de fevereiro. Tratou-se da primeira renúncia em sete séculos, após o Papa Celestino V.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG