Sociedade

Magistrados assumem perda de prestígio

Magistrados assumem perda de prestígio

Um inquérito do Centro Estudos Sociais, que será apresentado esta sexta-feira em Lisboa, conclui que 95% dos juízes e procuradores consideram que o seu prestígio "piorou" ou "piorou muito".

A conclusão, retirada de um inquérito a que responderam 545 magistrados judiciais e do Ministério Público (17% do total), resulta de um exercício de autoavaliação dos inquiridos, mas reflete o modo como procuradores e juízes julgam ser vistos pela sociedade, explica um dos autores do trabalho, o sociólogo João Paulo Dias.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa