O Jogo ao Vivo

Sociedade

Mais de 150 bombeiros combatem fogo em Miranda do Corvo

Mais de 150 bombeiros combatem fogo em Miranda do Corvo

O incêndio florestal em Semide, Miranda do Corvo, que está a ser combatido por 155 operacionais, auxiliados por 39 viaturas e três helicópteros, mantinha às 19.45 horas "uma frente ativa com cerca de 600 metros de extensão".

A informação foi dada à agência Lusa pelo 2º comandante operacional distrital de Coimbra, Paulo Palrilha.

As chamas lavram numa zona florestal entre as povoações de Semide e Segade, esta situada junto à Estrada Nacional 17 (conhecida como Estrada da Beira), perto do lugar de Casal da Senhora, povoação que se encontra envolta pelo fumo, embora, segundo Paulo Palrilha, não haja casas em perigo. "Estão lá muitos meios no local", afirmou.

Já o incêndio que deflagrou pelas 17.44 horas em Flor da Rosa, Almalaguês, também no distrito de Coimbra e que mantinha uma frente ativa, foi dado como dominado pelas 19.41 horas.

De acordo com a página Internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil, no local estão 91 homens, apoiados por 19 viaturas e um helicóptero.

Ao final da tarde desta segunda-feira existiam seis incêndios ativos no país, sendo os mais preocupantes, além dos do distrito de Coimbra, dois no distrito da Guarda e um em Bragança.

Em Porto da Carne, concelho da Guarda, as chamas estão a ser combatidas por 94 operacionais, auxiliados por 24 veículos e dois aviões bombardeiros.

PUB

Este incêndio, que está a consumir uma zona de mato, levou ao corte de um troço do Itinerário Principal 5 (IP5) entre Alvendre e Porto da Carne a meio da tarde.

Em Trancoso, também no distrito da Guarda, as chamas estão a ser combatidas por 61 homens auxiliados por 17 viaturas, mantendo duas frentes ativas.

Já em Peredo, Macedo de Cavaleiros (Bragança) um incêndio em mato que deflagrou às 11.36 horas mantinha duas frentes ativas, estando a ser combatido por 107 bombeiros e 31 viaturas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG