Sociedade

Mais de 300 bombeiros combatem sete maiores fogos

Mais de 300 bombeiros combatem sete maiores fogos

Mais de 300 bombeiros apoiados por 100 veículos e sete meios aéreos combatem os seis principais fogos florestais que lavram, na tarde deste sábado, em Portugal continental, com um incêndio em Sátão, Viseu, a concentrar a maioria dos meios.

A informação atualizada pelas 14.30 horas na página da Internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil indica que são 133 os bombeiros e 39 as viaturas que combatem o fogo com uma frente ativa em Duas Igrejas/Ferreira das Aves, concelho de Sátão, distrito de Viseu.

Com início na quinta-feira, este incêndio já teve quatro frentes ativas, foi dominado pelas 17 horas de sexta-feira e reativou, este sábado, pelas 12.25 horas.

Em Passaginha/Eja, concelho de Penafiel, um fogo com três frentes está desde as 12.49 horas a ser combatido por três aviões bombardeiros franceses.

No local estão, assim, 64 operacionais, 21 veículos e três meios aéreos que substituíram os dois aviões bombardeiros médios anfíbios acionados pelas 10.20 horas, informa o site da Proteção Civil.

O fogo em mato, que começou às 00.30 horas de quinta-feira, foi dominado pelas 5.56 horas deste sábado, mas reativou pelas 7 horas.

Três frentes de fogo lavram também no concelho de Montalegre, numa zona que abrange a localidade de Fafião, no Parque Nacional da Peneda Gerês.

Doze veículos e 53 operacionais combatem este incêndio, que começou hoje de manhã cedo.

Na serra das Meadas, em Lamego, distrito de Viseu, 42 bombeiros apoiados por dez viaturas tentam travar as chamas que se dividem em duas frentes.

No mesmo distrito, mas no concelho de Bigorne, começou às 11 horas um incêndio em mato que mantém uma frente ativa e envolve 12 bombeiros e três veículos.

Em Abogalheira/Folhada, concelho de Marco de Canaveses, 41 operacionais, 12 veículos e dois meios aéreos lutam contra um incêndio com uma frente ativa.