Sociedade

Mais de cinco mil drones voam sem regras

Mais de cinco mil drones voam sem regras

No verão, vão enxamear as praias, como já voam por onde calha captando imagens, devassando a privacidade e pondo pessoas em perigo. Os drones são a coqueluche do lazer e um avanço profissional. Mas estão todos fora da lei.

"Se um drone aparecer junto de uma base ou num teatro de operações, mando abatê-lo!" O auditório do Instituto Nacional de Aviação Civil (INAC), onde se discutia a legislação sobre os drones em preparação até ao final do ano, estava à pinha e o general José António Pinheiro, chefe do Estado-Maior da Força Aérea, estava ciente da gravidade do tema.

Como Autoridade Aeronáutica Nacional (AAN) por inerência, sabe que nenhum operador de sistemas de aeronaves pilotadas remotamente (RPAS, no acrónimo em inglês) lhe pediu autorização para realizar fotografias ou vídeos aéreos, como determina a lei (infografia e ficha). De resto, as autorizações para aeronaves certificadas caíram 51,4% nos últimos oito anos, apurou o JN.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa