Sociedade

Margem de lucro no urbanismo só equivalente à do tráfico de droga

Margem de lucro no urbanismo só equivalente à do tráfico de droga

Antigo vice-presidente da Câmara do Porto, Paulo Morais, afirmou esta terça-feira, a propósito de corrupção no poder local, que "a margem de lucro do urbanismo em Portugal só é equivalente à do tráfico de droga".

Na perspectiva do ex-autarca social-democrata, que falava esta noite em Almada, na conferência Corrupção nas Autarquias, "chegámos a este estado devido à forma como os partidos têm vindo a ser organizados e financiados".

Morais entende que há solução para o problema, a qual se deve operar em dois níveis: "Ao nível das causas, mudando - limpando - a legislação no parlamento e criando uma unidade de missão no Governo para actuar junto dos diversos ministérios; e ao nível das consequências, pondo a Justiça a funcionar e, por exemplo, demolindo os edifícios em incumprimento".

Para que isto aconteça "tem que haver uma grande vontade política". Se não houver, Paulo Morais prevê "estar daqui a uns anos a dizer que o Urbanismo dá muito mais dinheiro do que o tráfico de droga".