Sociedade

Dezenas de trabalhadores da Controlinveste contestam despedimento coletivo

Dezenas de trabalhadores da Controlinveste contestam despedimento coletivo

Dezenas de trabalhadores da Controlinveste concentraram-se esta segunda-feira, em Lisboa e Porto, para contestarem o despedimento coletivo no grupo de comunicação social, alertando para os impactos que a medida terá no pluralismo da informação e na democracia portuguesa.

Trabalhadores do grupo, jornalistas de outros meios de comunicação, deputados e sindicalistas juntaram-se ao final da tarde numa vigília em frente ao Diário de Notícias (uma das publicações da Controlinveste), em Lisboa, em solidariedade e contra o despedimento coletivo de 140 pessoas na Controlinveste, que detém também o Jornal de Notícias, O Jogo, a TSF e a Notícias Magazine.

"É o maior despedimento coletivo na comunicação social. Tem um impacto terrível para os trabalhadores neste momento de crise em que não há emprego. Mas o impacto não é só social, também há uma perda na qualidade da informação e no pluralismo, o que é muito importante", afirmou a vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas, Rosária Rato.

Outras Notícias