privatização

Governo adia privatização da RTP e dá 42 milhões a Relvas para "modernização"

Governo adia privatização da RTP e dá 42 milhões a Relvas para "modernização"

O Governo adiou a privatização da RTP. Miguel Relvas foi mandatado para reestruturar a empresa, um processo que custará 42 milhões de euros. O ministro não confirmou um eventual despedimento de 600 trabalhadores.

Miguel Relvas, que falava no Telejornal da RTP1, disse que a RTP vai "iniciar um ambicioso processo de reestruturação e de modernização".

Segundo o governante, que confirmou, esta quinta-feira, o adiamento da privatização da RTP, este vai ser "um processo muito exigente e doloroso".

Miguel Relvas escusou-se a confirmar um eventual despedimento de cerca de 600 trabalhadores, número avançado esta quinta-feira pelo "Diário Económico".

"Não posso confirmar isso", disse Relvas na entrevista, acrescentando que a administração da RTP está a estudar um plano de reestruturação que deve estar pronto nos próximos dias.

Sobre se os 42 milhões de euros serão aplicados em rescisões, Miguel Relvas afirmou que este montante é para ser aplicado "na reestruturação e modernização da RTP", nomeadamente modernização tecnológica.

Em outubro de 2012, recorda o "Jornal de Negócios", quando a adminstração da RTP apresentou um plano de reestruturação, tinha uma provisão superior a 30 milhões de euros para avançar com rescisões de 300 trabalhadores.

Mantendo-se os milhões, estima-se que os despedimentos se fiquem pela mesma ordem de grandeza.