Sociedade

Morreu o jornalista Bob Simon, rosto do "60 minutos" da CBS

Morreu o jornalista Bob Simon, rosto do "60 minutos" da CBS

O jornalista norte-americano da CBS Bob Simon, conhecido pelo programa televisivo "60 Minutos", morreu na quarta-feira à noite, aos 73 anos, vítima de um acidente de trânsito em Nova Iorque, informou o canal.

O acidente ocorreu cerca das 18.45 horas de quarta-feira em Nova Iorque (23.45 em Portugal continental). O jornalista seguia como passageiro a bordo de um "livery cab", um táxi de serviço especial contratado ao serviço, que funciona como motorista privativo.

Segundo a polícia, o táxi embateu na traseira de um carro e entrou em despiste. Só parou depois de bater num separador para peões. Ficou de tal forma destruído, que teve de ser cortado para se conseguir retirar as vítimas.

"Ele guinou para cima de mim", disse o condutor do outro veículo, um jovem de 23 anos. "Parecia que tinha perdido o controlo do carro quando me bateu", acrescentou, em declarações ao "The New Yor Post".

Segundo aquele tabloide norte-americano, o condutor do táxi, um homem de 44 anos, foi socorrido no local a um ataque cardíaco. Fontes policiais não especificaram se teve a síncope antes ou depois do acidente, se foi causa ou consequência do embate.

O condutor do táxi partiu as duas pernas e um braço e foi levado para o hospital Roosvelt, onde deu entrada em condição considerada estável.

Bob Simon conquistou 27 prémios Emmy e cobriu, em cinco décadas de carreira, os principais conflitos internacionais a partir dos anos 1960.

A sua última peça para o programa "60 Minutos" da CBS foi uma entrevista emitida no passado fim de semana com Ava DuVernay, a realizadora do filme "Selma", nomeado para os Oscares.