Sociedade

"O último a sair" eleito o melhor programa de 2011

"O último a sair" eleito o melhor programa de 2011

A Associação de Telespectadores considerou a série "O último a sair", da RTP, como melhor programa do ano 2011.

A distinção "O Melhor do Ano", foi atribuída a "uma sátira inteligente aos 'reality shows'! E ainda por cima uma ideia original, o que é raro nos canais portugueses", considerou a Associação de Telespectadores (ATV).

Já a programação de fim-de-ano colocou no mesmo pódio do pior do ano RTP, SIC e TVI. Segundo a associação, o canal público mostrou "um programazito de pretenso humor" e a SIC e TVI fizeram o que "já seria de esperar - o final dos respectivos 'reality shows' (...). Portanto foi mau, péssimo", considerou a ATV em comunicado.

A ATV distinguiu ainda como 'revelação do ano" a renovação de pivots que resultou da saída de José Alberto Carvalho e Judite Sousa da RTP para a TVI, abrindo caminho à afirmação de Cristina Esteves e João Adelino Faria, "dois grandes profissionais que, por mérito próprio, fazem esquecer os consagrados, merecendo o nosso aplauso".

A privatização da RTP foi "galardoada" com a distinção "bronca do ano", uma bronca "tão grande que nem à 'troika' lembrou", intenção política à qual a ATV, "em representação da lógica dos espectadores, é frontalmente contra".

Entre "menções de mérito" atribuídas pela associação figuram no Canal 1 programas como "Herman 2011"; "Prós e Contras", ou "Portugueses pelo Mundo"; na RTP2, "Sociedade Civil e Diário Câmara Clara", na SIC, "Grande Reportagem SIC" ou "Jornal da Noite" e na TVI "Jornal das 8" e "Repórter TVI", entre outros.

Em contraponto, "Preço certo" e novela "Ribeirão do Tempo" na RTP; "A família Mata" e "Cartas da Maia" na SIC e os programas "Perdidos na Tribo" e "Depois da Vida", receberem menções de demérito.

ver mais vídeos