Sociedade

PT garante reforço da cobertura de Televisão Digital Terrestre

PT garante reforço da cobertura de Televisão Digital Terrestre

A Portugal Telecom garantiu que vai "reforçar a cobertura de Televisão Digital Terrestre nas sedes de concelho com menor cobertura" quando possível.

"Apesar de ter cumprido integralmente as responsabilidades que lhe foram conferidas no processo de implementação da Televisão Digital Terrestre (TDT) no que diz respeito à cobertura de 100 % da população (...), irá reforçar a cobertura de TDT terrestre nas sedes de concelho com menor cobertura, sempre que haja viabilidade técnica e que a complexidade do sistema assim o permita", informou fonte da empresa.

A PT acrescenta que tal será feito "gradualmente e de acordo com o calendário de switch-off (desligamento) definido", pelo que "a cobertura de TDT terrestre em Portugal passará para cerca de 93/94%".

Durante o dia de segunda-feira, Eduardo Cardadeiro, administrador da Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) tinha já adiantado que tem tido reuniões de trabalho com várias entidades, como autarquias e a PT.

Segundo o administrador, responsável pelo processo da TDT, o regulador "tem sensibilizado a Portugal Telecom no sentido de poder rever um caso ou outro, sendo que a PT está neste momento a cobrir as suas obrigações de cobertura do território nacional".

A ANACOM informou ainda que, após o desligamento do emissor de sinal analógico da Fóia, que abrange vários concelhos do Algarve e Alentejo, foram registadas 93 reclamações até às 19 horas.

No âmbito da primeira fase do plano para a cessação das emissões analógicas terrestres de televisão, foi esta segunda-feira desligado o transmissor da Fóia, bem como os retransmissores de Santiago do Cacém, Cercal do Alentejo, Odemira, Odeceixe, Monchique, Aljezur e Silves.