Sociedade

Redes sociais ameaçam autoestima das celebridades

Redes sociais ameaçam autoestima das celebridades

Estudo recente revela que críticas e comentários irónicos põem em risco a estabilidade emocional de famosos, por gerarem insegurança e frustração.

O lado mais adverso das redes sociais volta a estar em evidência, desta vez por causa dos danos que pode causar na autoestima das celebridades. Segundo um estudo realizado pela psicóloga britânica Jessamy Hibberd, os comentários negativos que são feitos nas páginas de Facebook, Instagram ou Twitter das figuras públicas põem em risco a sua estabilidade emocional. Uma simples fotografia que não recolha a reação desejada por parte dos fãs ou seguidores pode fomentar sentimentos como "insegurança", "baixa autoestima", "frustração" e até "vergonha".

Ao site espanhol "Vanitatis", a psicóloga dá o exemplo da cantora colombiana Shakira e do namorado, o futebolista Gerard Piqué, que aumentaram de forma substancial a sua presença diária nas redes sociais desde o nascimento do filho, Milan, no início deste ano. A artista chegou mesmo a reconhecer, via Twitter, que se tem excedido: "Sei que tenho publicado muitas imagens, mas não consigo evitá-lo", escreveu.

Jessamy Hibberd não tem dúvidas de que a adição em redes sociais - que de acordo com um outro estudo da Universidade de Chicago chega a ser maior do que o vício em álcool ou drogas - poderá trazer consequências ainda mais nefastas, tais como gerar sentimentos de desintegração da sociedade.