Sociedade

Polícia entra na televisão valenciana para retirar trabalhadores

Polícia entra na televisão valenciana para retirar trabalhadores

Agentes policiais entraram esta sexta-feira na sala principal de controlo da televisão regional de Valência, Espanha, para desalojar os trabalhadores que desde as 24 horas evitaram o fecho temporário da estação, desligando, pouco depois, a transmissão.

Cerca de 30 agentes policiais entraram pelas portas traseiras da estação cerca das 12 horas locais (11 horas em Portugal continental), dando cumprimento a uma decisão de um tribunal de Valência, que deu parecer favorável ao despejo das instalações.

Vinte minutos depois de entrar, a polícia despejou a sala de controlo, desligando o sinal da RTVV.

"Voltará RTVV. Voltará RTVV", gritaram, com palmas, os trabalhadores que se mantiveram no estúdio principal até ao último momento.

"Fabra demissão. Não tem vergonha", ouvia-se no corredor de acesso à sala de controlo, numa referência ao fortemente contestado presidente regional Alberto Fabra.

Minutos antes, dezenas de trabalhadores despediram-se em direto, saudando o público que acompanhou as últimas horas dos quase 24 anos de transmissão da RTVV.

O sinal da rádio valenciana está cortado desde as zero horas desta sexta-feira, por ordens da comissão de liquidação nomeada pelo governo regional, que em novembro deliberou fechar a RTVV.

Trabalhadores conseguiram evitar que um técnico contratado exteriormente desligasse o sinal da televisão que, cerca das 11 horas locais, deixou de estar disponível na página online da estação.

Em jeito de solidariedade, o sinal esteve, no entanto, a ser transmitido por várias televisões públicas espanholas, incluindo a nacional RTVE e a regional da Galiza, até ao corte final.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG