Sociedade

Morte na Alemanha eleva número de vítimas da E.coli na Europa para 36

Morte na Alemanha eleva número de vítimas da E.coli na Europa para 36

Mais uma vítima mortal registada na segunda-feira na Alemanha elevou para 36 os casos letais da estirpe virulenta da bactéria E.coli na Europa, anunciou o instituto federal de vigilância sanitária Robert Koch (RKI), em Berlim.

Do total, 35 mortes foram registadas na Alemanha, onde 3.228 pessoas adoeceram devido à bactéria ou graves complicações renais a ela associadas, e uma na Suécia.

De acordo com o RKI -- que não forneceu mais informações sobre a mais recente vítima mortal - desde há vários dias o número de novos casos está a recuar.

No sábado, as autoridades confirmaram que rebentos de soja de uma quinta de agricultura biológica em Bienenbüttel, no norte do país, estavam contaminados.

Até novas indicações, as autoridades desaconselham o consumo de rebentos comprados ou cultivados em casa.

Inicialmente tinha sido lançado um aviso sobre a provável origem em pepinos provenientes da Espanha, que nunca chegou a ser confirmado, e a procura e consumo de outros legumes crus como o tomate e as alfaces entrou em queda nos países da Europa.

Na Alemanha, estima-se que, por precaução, tenham sido destruídas 5.900 toneladas de pepinos, 3.500 toneladas de tomates e a produção de cerca de 1.300 hectares de alfaces.