Sociedade

O último Papa a resignar foi Gregório XII em 1415

O último Papa a resignar foi Gregório XII em 1415

Bento XVI, que deixará o pontificado a 28 de fevereiro, não é o primeiro papa que renuncia na história da Igreja Católica, o último foi Gregório XII, no século XV (1406-1415).

O primeiro foi o Papa Clemente I (de 88 a 97), que renunciou a favor de Evaristo, depois de ser detido e condenado ao exílio.

O Papa Ponciano (230 a 235) deixou a liderança da Igreja Católica a favor do Papa Antero depois de ser condenado ao exílio, enquanto o Papa Silvério (536 a 537) foi obrigado a renunciar a favor do Papa Vigílio.

Mais complicada foi a história de Bento IX (de março a 1 de maio de 1045) que num primeiro momento renunciou a favor de Silvestre III e depois retomou o cargo para o passar a Gregório VI, mas foi acusado de estar no cargo de forma ilegal e decidiu também renunciar.

O Papa Celestino V teve um pontificado de 29 de agosto a 13 de dezembro de 1294 e depois retirou-se para uma vida de eremita. Após a sua renúncia foi eleito Bonifácio VIII.

O último papa que renunciou foi Gregório XII (1406 a 1415), que viveu o chamado Cisma do Ocidente.

O Papa Bento XVI anunciou esta segunda-feira, durante um consistório no Vaticano, a resignação a partir dia 28 de fevereiro, devido "à idade avançada".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG