Sociedade

Papa agradeceu aos voluntários de Madrid antes de partir para Roma

Papa agradeceu aos voluntários de Madrid antes de partir para Roma

O papa Bento XVI agradeceu o trabalho dos milhares de voluntários que ajudaram na realização da Jornada Mundial da Juventude, no seu último acto antes da despedida de Madrid.

"Ao concluir os actos desta inesquecível Jornada Mundial da Juventude (JMJ), quis parar aqui, antes de voltar a Roma, para vos agradecer vivamente pelo vosso inestimável serviço. É um dever de justiça e uma necessidade de coração", afirmou Bento XVI.

O pontífice foi recebido em ambiente de festa por milhares de voluntários que, com as suas camisolas verdes o saudaram no pavilhão 9 da Ifema, a feira de Madrid.

Com o apoio dos voluntários, disse Bento XVI, os peregrinos de todo o mundo encontraram "um caloroso acolhimento e uma ajuda para todas as necessidades", dando à JMJ "o rosto da amabilidade, simpatia e entrega".

"A minha gratidão é também uma necessidade de coração, porque não só estivestes atentos aos peregrinos, mas também ao papa. Uns mais visivelmente, outros em segundo plano, permitindo que tudo corresse bem", afirmou.

O cardeal Rouco Varela, arcebispo de Madrid, considerou os voluntários, um "factor chave" no êxito da JMJ, pelo seu "esforço, sacrifício, desprendimento e comportamento".

"A qualidade humana com que o têm feito tem sido excepcional. Movidos pelo amor, um amor oferecido ao Senhor, à Igreja e ao Papa. Quiseram ser verdadeiros 'apóstolos' dos seus jovens companheiros, e conseguiram-no", afirmou.

"Agradecem-lhe Santo Padre. Da forma mais sentida. A despedida torna-se difícil, difícil para todos. Ouviu estes dias, dos seus lábios juvenis, reiteradamente que o queremos", disse.

O papa partiu para Roma pouco depois das 19.00 horas locais (18.00 horas em Portugal continental), tendo sido acompanhado ao aeroporto pelos reis de Espanha.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG