Sociedade

Papa Francisco celebra missa para três milhões de pessoas na praia de Copacabana

Papa Francisco celebra missa para três milhões de pessoas na praia de Copacabana

O papa Francisco celebrou, este domingo, a missa de encerramento das Jornadas Mundiais da Juventude perante uma enorme multidão na praia de Copacabana, sublinhando que "o Evangelho é por todos e para todos".

O papa apelou aos jovens católicos que revelem "sem medo" a sua fé além-fronteiras e assegurou que o "Evangelho é para todos" e não unicamente para os crentes.

Falando diante de uma multidão de três milhões de pessoas reunidas na mítica praia de Copacabana, o papa Franscisco insistiu: "Não há fronteiras, nem limites. Jesus abraça-nos a todos, não somente aos que são mais próximos, recetivos e crentes".

Durante a missa, os peregrinos desfraldaram uma enorme bandeira com a imagem do papa Francisco, que, apesar dos seus 76 anos, se tem mostrado bastante enérgico e caloroso com os fiéis nesta digressão por terras brasileiras.

Entre as pessoas que assistiram à missa em Copacabana estavam os presidentes do Brasil, Dilma Rousseff, Argentina, Cristina Kirchner, e da Bolívia, Evo Morales.

"O Evangelho é por todos e para todos. Há que levar Cristo a todo o lado, mesmo a quem esteja mais distante e indiferente. O Senhor está à procura de todos, Ele quer que todos sintam o calor da sua misericórdia", afirmou o papa Francisco, que tem feito da misericórdia a palavra mote do seu pontificado.

As XXVIII Jornadas da Juventude têm sido marcadas pelo apelo de que a Igreja Católica "precisa de todos" os jovens, do seu "entusiasmo, criatividade e alegria de viver".

O papa Francisco citou um jesuíta espanhol morto no Brasil, José de Anchieta (1534-1597), que partiu em missão quando tinha apenas 19 anos, para dizer que o "melhor instrumento de evangelização dos jovens é outro jovem".

O papa deverá revelar mais tarde a cidade que irá acolher as próximas Jornadas Mundiais da Juventude, antes de regressar ao Vaticano.

Outras Notícias