Sociedade

Portugueses destacam atenção que o Papa dá às pessoas

Portugueses destacam atenção que o Papa dá às pessoas

O Papa Francisco é uma pessoa "muito especial", que fiéis conseguem sentir "muito próxima", especialmente pela atenção que lhes dá, sublinhou, este sábado, o padre português Juan Freitas, a participar nas Jornadas Mundiais da Juventude, no Rio de Janeiro.

"Já tivemos a sorte de vê-lo três vezes", disse o padre Freitas, da diocese de Vila Real, que lidera um grupo de cinco pessoas da paróquia de São Miguel de Poiares.

Além de estarem no lugar certo e na hora certa para poderem ver o Papa Francisco no dia da chegada, os "sortudos" de Vila Real também conseguiram vê-lo na sexta-feira à tarde, antes do evento na praia de Copacabana, quando Francisco esteve na residência oficial do Arcebispo do Rio de Janeiro, que fica próxima ao local onde estão a realizar a catequese.

Os peregrinos de Vila Real tiveram ainda a sorte de parar no local em que Francisco desceu do papamóvel para abençoar uma estátua de São Francisco de Assis.

"Estávamos numa área e mandaram-nos para trás e, aí, pensámos que já não veríamos mais o Papa. Mas, entretanto, apercebemo-nos que ele ia parar ali e tivemos alguns minutos para poder vê-lo mais de perto. Foi muito emocionante", contou o padre à agência Lusa.

A também portuguesa Maria de Fátima, que integra o mesmo grupo, contou que os preparativos para poder estar nas Jornadas do Brasil começaram há dois anos, com trabalhos para angariar fundos para as viagens.

"Tem sido uma experiência incrível, estou a adorar, apesar dos sacrifícios para chegar até aqui. Foram dois anos de preparação, é uma viagem muito cara, mas cá estamos", sublinhou.

Já para estudante de Psicologia Inês Margarida Fonseca, a possibilidade de viajar até ao Brasil para participar nas Jornadas foi uma grande surpresa, feita pela mãe, que lhe ofereceu a viagem a uma semana do evento.

"Ver o Papa Francisco foi muito emocionante. Já o vimos três vezes e da última vez não sabíamos que ia parar na estátua de São Francisco, o que foi ainda mais impactante e emocionante", frisou à agência Lusa.

O Papa Francisco encontrou-se na sexta-feira pela segunda vez com os quase 1,5 milhões de fiéis que se reuniram na orla da Praia de Copacabana para participar da encenação da via sacra.