Sociedade

Portugueses são os que menos confiam no seu Governo

Portugueses são os que menos confiam no seu Governo

A confiança dos portugueses no seu Governo é a menor num conjunto de 24 países de todo o Mundo. Se há um ano 27% dos portugueses confiavam no seu Governo, agora apenas 9% responde positivamente. Esta é apenas uma das conclusões contidas no Barómetro de Confiança Edelman 2011, um estudo internacional que acaba de ser apresentado esta manhã, em Lisboa.

As Organizações não Governamentais (ONG), com um nível de confiança de 69%, surgem como sendo as instituições mais credíveis no nosso país, sendo que os media aparecem em penúltimo lugar (39%), sendo ultrapassados pelas empresas (47%).

O Edelman Trust Barometer é um estudo que avalia o nível de confiança nas empresas, Governo, ONG e media junto de uma população que, simultaneamente, aufere um rendimento elevado, vê regularmente notícias na comunicação social e detém pelo menos uma licenciatura.

PUB

As conclusões a nível internacional foram apresentadas recentemente no Fórum de Davos, mas só hoje está a ser revelado o resultado do inquérito realizado em Portugal junto de uma amostra com aquele perfil e com idades compreendidas entre os 25 e 64 anos.

Segundo Carlos Brito, professor da EGP-University of Porto Business School, instituição parceira no Barómetro de Confiança Edelman, destaca-se neste inquérito não só a baixa confiança dos portugueses no seu Governo (9%) como também o facto de estarmos na cauda, logo a seguir à Irlanda (20%), país igualmente afectado pela crise económica e que até está a ser alvo de uma intervenção do FMI e do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira.

Na frente estão os Executivos da China e dos Emirados Árabes Unidos, ambos com um grau de confiança de 88% por parte dos seus cidadãos. A Espanha, país que está a implementar duras medidas de austeridade, apresenta um grau de confiança de 43% nos seus governantes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG