Sociedade

Quase 800 bombeiros combatem quatro maiores fogos florestais

Quase 800 bombeiros combatem quatro maiores fogos florestais

Quase 800 bombeiros combatiam às 10.30 horas os quatro incêndios de maiores proporções que lavram em Portugal continental, dois dos quais no distrito de Viseu, segundo informação da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

O incêndio que deflagrou no domingo em Seia e chegou a obrigar à retirada de mais de 50 pessoas das suas casas continua com duas frentes ativas, de acordo com a página daquele organismo na Internet.

A combatê-lo estão 189 operacionais, apoiados por 62 viaturas e um avião bombardeiro.

Duzentos e um homens, 57 viaturas e três meios aéreos combatem as chamas que deflagraram na segunda-feira na Quinta da Sobreira, em Viseu, e que tem quatro frentes ativas.

O fogo que deflagrou na segunda-feira numa zona de floresta em Azenha, Carregal do Sal, distrito de Viseu, continua com três frentes ativas.

No terreno estão 178 operacionais, apoiados por 50 viaturas e cinco meios aéreos.

As chamas que lavram desde segunda-feira em zona de mato na localidade de Charneca, Alvaiázere, distrito de Leiria, estão a mobilizar 226 operacionais e 60 veículos.

Além destes incêndios, sete outros estão em destaque na página da Proteção Civil.

O fogo também em zona de floresta que deflagrou hoje de manhã em Cadafaz, distrito de Portalegre, está a mobilizar 73 homens, 16 veículos e um helicóptero.

As chamas que lavram desde a madrugada em Lamas de Olo, distrito de Vila Real, e têm quatro frentes ativas estão a ser combatidas por 51 homens, 11 veículos e um helicóptero.

Cinquenta e sete operacionais, apoiados por 15 veículos e um helicóptero combatem o incêndio que lavra desde a madrugada numa zona de mato em Venda da Giesta, distrito do Porto, e que tem duas frentes ativas.

O fogo com três frentes ativas que desde as 9 horas consome floresta na localidade de Tronco, também distrito do Porto, está a ser combatido por 75 bombeiros e 22 veículos.

Na localidade de Cavião, Aveiro, as chamas em zona de floresta estão a ser combatidas por 63 operacionais, 14 veículos e um helicóptero, enquanto 79 bombeiros e 21 veículos lutam contra as chamas que lavram desde segunda-feira em Sejães, distrito de Viseu.

"s 11:05 foi dado como dominado o incêndio que começou na segunda-feira numa zona de floresta na localidade de Cabeça da Mua, distrito de Bragança, que está a ser combatido por 78 operacionais, apoiados por 22 veículos.

Além destes incêndios, estavam ativos às 10.30 horas mais seis fogos florestais em Portugal continental, mas de menor dimensão.

A Proteção Civil apenas coloca em destaque, fornecendo detalhes, os fogos que ocorrem há mais tempo e que envolvem mais meios.