O Jogo ao Vivo

Sociedade

Quase dois mil operacionais combatem 14 maiores fogos

Quase dois mil operacionais combatem 14 maiores fogos

Quase dois operacionais combatiam os 14 maiores incêndios florestais ativos às 18 horas desta quinta-feira, como o da Serra do Caramulo, no concelho de Tondela, o mais preocupante, que lavrava com várias frentes e mobilizava 665 homens, segundo a Proteção Civil.

No seu sítio na Internet, a Autoridade Nacional da Proteção Civil informa que às 18 horas desta quinta-feira estavam em curso 20 incêndios e destaca 14, a lavrarem há mais de duas horas, sendo que um estava já dominado, em Arnozelo/Numão, no concelho de Vila Nova de Foz Côa, no distrito da Guarda.

Nestes fogos de maiores dimensões estavam no combate às chamas 1.929 operacionais.

O incêndio que mobilizava mais meios era o da Serra do Caramulo, no concelho de Tondela, com 665 operacionais, apoiados por 189 veículos, a combater as chamas, que lavravam em várias frentes.

O segundo incêndio que mobilizava mais meios era o de Fervença, no Parque Natural do Alvão, e Ermelo, no concelho de Mondim de Basto, onde 347 operacionais, com o apoio de 107 veículos, combatiam as chamas, que lavravam em quatro frentes.

O incêndio em Duas Igrejas/Ferreira de Aves, no concelho de Sátão, no distrito de Viseu, com quatro frentes ativas, era o terceiro que mobilizava mais meios, num total de 203 operacionais e 51 veículos.

Segundo a Autoridade Nacional da Proteção Civil, dois dos 14 incêndios estavam a ser combatidos por mais de 100 operacionais, em cada um dos casos - o incêndio em Dunas de Mira, no concelho de Mira, no distrito de Coimbra, e outro em Casal da Granja/Terrugem, no concelho de Sintra, no distrito de Lisboa.

PUB

O incêndio em Dunas de Mira, com duas frentes ativas, mobilizava 167 operacionais e 50 veículos e o fogo em Casal da Granja/Terrugem, com três frentes ativas, envolvia 124 operacionais e 37 viaturas.

Todos os restantes incêndios estavam a ser combatidos por menos de 100 operacionais, sendo o de Rio Mau/Cerva, no concelho de Ribeira de Pena, no distrito de Vila Real, o que mobilizava mais meios, ou seja, 82 operacionais e 21 veículos.

A Proteção Civil apenas disponibiliza no site pormenores sobre os fogos florestais de maior dimensão e que lavram há mais tempo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG