Sociedade

Responsável católico da República Dominicana suspeito de pedofilia

Responsável católico da República Dominicana suspeito de pedofilia

O núncio apostólico da República Dominicana, Josef Wesolowski, foi destituído do cargo enquanto prosseguem investigações em Roma sobre o seu alegado envolvimento em casos de abuso sexual de menores, informou Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano.

Monsenhor Josef Wesolowski, 65 anos e naturalidade polaca, assumia o cargo há cinco anos e foi acusado por diversos meios de comunicação dominicanos - em particular uma reportagem de investigação da jornalista Nuria Piera transmitida nos canais de televisão 9 e 37 do país - de supostamente pagar para praticar sexo com menores na "zona colonial", o centro historio de Santo Domingo, a capital do país caribenho.

O clérigo foi ordenado em 1972 pelo então arcebispo de Cracóvia, cardeal Karol Wojtyla, posteriormente designado Papa João Paulo II.

João Paulo II nomeou-o núncio na Bolívia, o seu primeiro posto. Wesolowski também exerceu funções em diversos países da Ásia central e foi designado para a República Dominicana por Bento XVI em 2008.

O Papa Francisco prometeu conter os abusos na Igreja católica, na sequência de uma série de revelações que já tinham surgido no decurso do pontificado do seu antecessor, Bento XVI.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG