ébola

Cidadão britânico infetado com vírus Ébola

Cidadão britânico infetado com vírus Ébola

Um cidadão britânico residente na Serra Leoa testou positivo na infeção com o vírus Ébola, confirmou, este sábado, o Departamento de Saúde do Reino Unido, em comunicado.

Os peritos médicos estão atualmente a avaliar a situação, "para garantir" assistência consular e "os cuidados adequados" ao cidadão, o primeiro infetado de origem britânica confirmado até agora.

John Watson, responsável médico adjunto do Serviço Nacional de Saúde (NHS) britânico, referiu que, "o risco para os cidadãos do Reino Unido continua a ser baixo".

O mesmo responsável garantiu ainda que os serviços de saúde britânicos são "muito sólidos, desenvolvidos e adequadamente testados para gerir doenças infeciosas pouco habituais, com o apoio de um amplo leque de peritos".

A Serra Leoa é um dos países da África Ocidental mais afetados pelo vírus Ébola, que se transmite por contacto direto com sangue, fluidos ou tecidos de pessoas ou animais infetados, provocando febres hemorrágicas que, na maioria dos casos, são fatais.

Não existe tratamento nem vacina, cenário que faz do Ébola um dos mais mortais e contagiosos vírus para os seres humanos.

O Ébola tem fustigado o continente africano regularmente desde 1976, sendo o atual surto, iniciado em março, o mais grave desde então, com 1.350 mortos confirmados, de acordo com o último balanço da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A OMS decretou, no dia 8 de agosto, o estado de emergência de saúde pública mundial. Uma série de países da África Ocidental já declararam também o estado de emergência e várias fronteiras foram encerradas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG