Sociedade

Cirurgias voltam a estar em risco por falta de sangue

Cirurgias voltam a estar em risco por falta de sangue

As quebras nas colheitas voltaram a atingir níveis de fevereiro, quando se se chegou a equacionar adiar cirurgias por falta de sangue. A descida de 16% em finais de junho acentou-se ainda mais em julho.

"Hoje (as colheitas) não são tão boas como eram na semana passada", alertou ontem Hélder Trindade, presidente do Instituto Português do Sangue e da Transplantação, no lançamento da nova imagem do organismo que junta a coordenação destas duas áreas. Em declarações ao JN, foi mais longe e admitiu que as dádivas aproximam-se de uma situação limite. "Estamos na altura mais difícil do ano. Corre-se o risco de não haver sangue suficiente, sobretudo de alguns tipos".

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG