pólen

Concentrações muito elevadas de pólenes em Portugal continental

Concentrações muito elevadas de pólenes em Portugal continental

As concentrações de pólen no ar vão estar muito elevadas nos próximos sete dias em Portugal continental, predominando os pólenes de azinheira, carvalho, pinheiro e ervas parietárias, segundo o Boletim Polínico divulgado esta quinta-feira.

Nos Açores e na Madeira, os técnicos preveem concentrações de pólen baixas durante o mesmo período, entre 06 e 12 de abril.

"Em caso de precipitação, os níveis de pólen tenderão a baixar momentaneamente, mas voltarão a subir rapidamente na ausência de precipitação", adianta o Boletim Polínico da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia.

PUB

O boletim semanal, da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC), visa informar a população sobre as concentrações polínicas no ar, a partir de dados obtidos através da leitura de vários postos de recolha contínua dos pólenes em diferentes regiões do país, para permitir a quem sofre de alergias agir preventivamente.

A SPAIC prevê até dia 12 de abril "concentrações muito elevadas de pólen no ar atmosférico em todo o continente", particularmente devido aos pólenes de árvores, azinheira, carvalho e pinheiro e para os pólenes de ervas parietárias, tanchagem e gramíneas.

"Também a oliveira inicia o seu período principal de polinização, podendo surgir alguns grãos deste pólen em especial no sul do país", adianta a SPAIC.

Nos Açores, os pólenes situam-se em níveis baixos, com predomínio dos pólenes de erva parietária, plátano e cipreste, sendo esperadas concentrações baixas.

Os pólenes também estarão em níveis baixos na Madeira, com destaque para os pólenes de gramíneas, erva parietária, cipreste, eucalipto e plátano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG