O Jogo ao Vivo

medicamentos

Genéricos baixam despesa do Estado e dos doentes em 24,1%

Genéricos baixam despesa do Estado e dos doentes em 24,1%

A Associação Nacional das Farmácias revelou, esta quarta-feira, que a despesa do Estado e dos doentes com medicamentos genéricos baixou 24,1 por cento (%) em valor, em junho, tendo sido "a maior queda" no primeiro semestre do ano.

"Nunca tinha acontecido uma redução tão drástica do preço médio dos genéricos dispensados nas farmácias", disse à agência Lusa o secretário-geral da Associação Nacional das Farmácias (ANF) , Paulo Duarte.

Dados hoje divulgados indicam que o mercado de medicamentos reduziu 16,3 por cento em valor, no mês de junho, naquela que é "a maior queda verificada nos primeiros seis meses do ano".

Entre janeiro e junho, o mercado reduziu 8,4%, em valor.

Já a despesa do Serviço Nacional de Saúde (SNS) com medicamentos dispensados nas farmácias baixou 12,9% em valor, em junho.

Para Paulo Duarte, a evolução do mercado no mês passado revela que foram dispensados nas farmácias medicamentos genéricos de preço mais reduzido.

Esta é, para a ANF, uma consequência do novo regime de prescrição por Denominação Comum Internacional (DCI), que entrou em vigor no dia 01 de junho.

PUB

Dados da associação indicam que "a despesa do Estado e dos doentes com medicamentos genéricos reduziu, em junho e em valor, 24,1%".

"O direito de opção do utente revelou-se assim, no primeiro mês da sua aplicação, um fator determinante para a redução dos encargos das famílias com medicamentos", prossegue a ANF.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG