Sociedade

Inspeção acompanha inquérito a erro em operação que levou a amputação

Inspeção acompanha inquérito a erro em operação que levou a amputação

A Inspeção-Geral das Atividades em Saúde abriu um processo de acompanhamento ao inquérito que o Hospital Garcia de Orta instaurou ao corte de uma artéria em vez de uma veia que levou à amputação da perna de uma doente.

A doente foi submetida a uma operação às varizes, mas na cirurgia foi cortada uma artéria em vez de uma veia, o que, após várias intervenções, obrigou à amputação da perna, pouco abaixo do joelho.

Fonte hospitalar disse à Agência Lusa que a médica responsável pela intervenção encontra-se de baixa psicológica e que está a correr um processo de inquérito aos acontecimentos que conduziram à amputação.

A Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS) instaurou um processo de acompanhamento ao inquérito do Hospital Garcia de Orta, o qual visa avaliar a investigação hospitalar.

Para este processo, a IGAS deverá recorrer ao corpo de peritos deste organismo do Ministério da Saúde.

Fonte do Ministério da Saúde disse à Lusa que o Hospital Garcia de Orta já foi informado desta iniciativa da IGAS.