SNS

Inspeção-Geral investiga caso de doente recusado em quatro hospitais

Inspeção-Geral investiga caso de doente recusado em quatro hospitais

A Inspeção-Geral das Atividades em Saúde vai abrir um processo de investigação ao caso de um doente operado no Hospital das Caldas e que foi depois recusado por quatro unidades hospitalares por falta de camas, tendo vindo a falecer.

Em causa está um doente do Hospital das Caldas da Rainha, com suspeita de um cancro raro, que foi operado e contraiu uma infeção, tendo necessidade de ser transferido com urgência. Os hospitais de Santa Maria (Lisboa), Loures, Santarém e Leiria recusaram-no por falta de camas.

O doente acabou, quatro horas depois, no Hospital de Abrantes, onde esteve semana e meia internado e foi operado mais duas vezes, tendo morrido na segunda-feira, segundo noticia, esta quinta-feira o "Diário de Notícias".

Fonte do gabinete do ministro da Saúde disse à agência Lusa que a Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS) vai avançar com um processo de investigação sobre este caso.

Também o Centro Hospitalar do Oeste (a que pertence o Hospital das Caldas da Rainha) vai abrir um processo de averiguação e o Centro Hospitalar do Médio Tejo (Hospital de Abrantes) pondera avançar também com uma investigação, segundo a mesma fonte.