alimentação

Dieta mediterrânica é benéfica para o cérebro

Dieta mediterrânica é benéfica para o cérebro

Para além de proteger o coração, os benefícios da dieta mediterrânica estendem-se também ao cérebro. A conclusão é de um estudo da Universidade de Navarra, que demonstra que o azeite e os frutos secos melhoram significativamente a capacidade cognitiva dos adultos.

Os autores do estudo, liderado por Miguel Ángel Martínez, do Departamento de Medicina Preventiva e Saúde Pública da Universidade de Navarra, estudaram 522 adultos com idades compreendidas entre os 55 e os 80 anos.

No início da investigação nenhum individuo apresentava problemas de coração, no entanto, tinham um perfil de risco, como diabetes do tipo 2, hipertensão ou problemas de tabagismo.

O grupo adotou a dieta mediterrânica e, passados seis anos e meio, foram submetidos a vários testes para avaliar a função cerebral e, assim, verificar se existiam problemas de deterioração cognitiva.

A incidência de problemas cerebrais era significativamente mais baixa nos indivíduos que seguiram a dieta mediterrânica, segundo o jornal espanhol "El Mundo". Miguel Ángel Martínez salienta que é a primeira vez que uma mostra tão ampla demonstra estes benefícios a nível cerebral.

O médico explica que o azeite consegue eliminar do cérebro a proteína beta-amiloide, responsável pela doença de Alzheimer. Para além disso, o azeite reduz também inflamações e o risco de diabetes.

No entanto, como é admitido no estudo, publicado no "Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry", são ainda necessárias mais investigações para confirmar as propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias da dieta mediterrânica.