Sociedade

Governo húngaro pune doentes que não cumpram medicação

Governo húngaro pune doentes que não cumpram medicação

O Governo da Hungria decidiu punir os diabéticos que não cumpram rigorosamente a medicação, excluindo-os do acesso aos melhores tratamentos.

Empenhado na redução das despesas da saúde, o Governo escreveu um decreto ministerial que obriga os diabéticos a submeterem-se trimestralmente a uma análise específica ao sangue, destinada a controlar o consumo de hidratos de carbono.

Os pacientes que em dois dos quatros testes anuais ultrapassarem a taxa de glucose fixada pelo decreto não terão acesso aos medicamentos mais eficazes, como insulina sintética ou análoga, e sujeitar-se-ão aos tratamentos à base de insulina humana, menos eficazes e que podem provocar efeitos secundários.

Os faltosos pagam mais pelo tratamento, dada a redução das comparticipações do Estado.

Os menores e as pessoas com "forma severa de diabetes" serão excluídos da nova regulamentação, que entra em vigor a partir de 1 de julho.