Sociedade

Nasceu com irmão gémeo na testa

Nasceu com irmão gémeo na testa

Um empresário de Anadia transportou na testa, durante 32 anos, um "irmão gémeo parasita". Em todo o Mundo, só há 100 casos documentados. Em Portugal, Henrique Ferreira é o único conhecido.

Quando a dimensão do "ovo" que carregava no sobrolho se tornou incomportável, perturbando a visão, o ex-emigrante recorreu a uma clínica, nos Estados Unidos da América, para retirar o "siamês". O cirurgião, espanhol, ficou boquiaberto com o que viu: um corpo, de dimensão micro, com coluna vertebral, membros, cabeça, cabelo. "Sofri muito. Fui alvo de chacota, humilhação, sobretudo quando era criança. Na escola, chamavam-me o 'ovo' e outros nomes. Gozaram muito comigo", conta, ao JN, Henrique Ferreira, confessando que se questionou muitas vezes sobre o porquê de não ser "uma pessoa normal, como as outras", chegando a sentir "raiva" por ser "diferente".

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa.