taxas moderadoras

Macedo estuda isenção de taxas moderadoras até aos 18 anos

Macedo estuda isenção de taxas moderadoras até aos 18 anos

O ministro da Saúde anunciou, esta quarta-feira, no parlamento, que o governo está a equacionar o alargamento da isenção do pagamento de taxas moderadoras para os jovens, que atualmente vigora apenas até aos 12 anos.

O anúncio de Paulo Macedo, que estará a equacionar o alargamento da isenção ate aos 18 anos, foi feito na comissão parlamentar de saúde, onde o ministro esta a ser ouvido.

Este alargamento foi defendido, no ano passado, pelo presidente da Comissão Nacional da Saúde Materna, da Criança e do Adolescente, Bilhota Xavier, como forma de facilitar a ida dos jovens aos centros de saúde.

Em declarações ao jornal "Público" em abril, Bilhota Xavier disse ter feito uma proposta concreta ao secretário de Estado adjunto da Saúde, que terá sido discutida com o ministro. "O facto de os jovens dos 13 até aos 18 anos não estarem isentos está em contradição com o Programa Nacional de Saúde Infantil que foi aprovado no ano passado [a idade pediátrica vai até aos 18 anos e as consultas de vigilância nos centros de saúde estão previstas até esta idade]", disse, revelando-se preocupado com o facto de a situação de debilidade económica das famílias estar a afastar a procura dos jovens dos hospitais, onde chegam com cada vez mais problemas de ansiedade, depressão e ingestão de medicamentos.