Sociedade

Ministério da Saúde quer utilização conjunta de helicópteros

Ministério da Saúde quer utilização conjunta de helicópteros

O ministro da Saúde, Paulo Macedo, defendeu a utilização conjunta de helicópteros pelos ministérios da Saúde, da Defesa e da Administração Interna.

"Isso é que é benéfico para o país. Não é cada um ter os seus helicópteros", disse o ministro aos jornalistas no final de uma cerimónia de entrega de 200 Desfibrilhadores Automáticos Externos (DAE) pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) a corpos de bombeiros, em Lisboa.

Questionado sobre o alegado fim do serviço noturno de três dos cinco helicópteros do INEM, Paulo Macedo disse que a questão foi apenas objecto de uma proposta que "vai ser analisada".

O presidente do INEM, Miguel Soares de Oliveira, revelou que, até ao final do ano, deverá haver uma decisão sobre a manutenção, ou não, dos cinco helicópteros com os horários de funcionamento actuais: 24 horas por dia.

Para Paulo Macedo, "muito mais importante é a solução de fundo que está a ser estudada entre o Ministério da Saúde, da Defesa e da Administração Interna, no sentido de haver uma utilização conjunta de helicópteros a prazo".